segunda-feira, 13 de setembro de 2010

PRINCIPIOS BASICOS DO CRISTIANISMO


PRINCIPIOS


O cristianismo é anterior ao protestantismo, como o próprio sugere a idéia vem de Cristo seguidores de cristo conhecidos como discípulos de Jesus "criado" pelo imperador Constantino que viveu de 272dc a 337 dc, o protestantismo surgiu num tempo de escândalo quando Zohann Tetzel, um monge dominicano apareceu na Alemanha e em todos os lugares vendia certificados de indulgências, apoiado pelo papa Leão X, Sua frase padrão era: “Assim que a moeda no cofre tilintar, a alma do purgatório irá saltar” acreditasse que foi inspirado nele que Matinho Lutero, escreveu suas 95 teses, e começou a indignar-se contra a venda de indulgências, Lutero convidou alguns colegas acadêmicos para um debate público a respeito das 95 teses ou objeções, que ele havia escrito sobre a venda de indulgências. Lutero assim iniciou um protesto que atraiu muitos seguidores, e logo, os que se uniram ao protesto ficaram conhecidos como os "Protestantes". ( Lutero viveu 62 anos de 1483dc a 1546dc, era Alemão nascido em Eisleben)
         Protestante é a pessoa que professa uma religião individual de consciência, que se inspira na interpretação direta e pessoal da Bíblia, antes de Lutero já haviam cristãos, alem dos discípulos que eram bem antes de Lutero tinha John Huss entre outros, os protestantes vieram diretamente do catolicismo, e surgiram a partir daí algumas igrejas, como batistas, presbiterianos, metodistas entre outras, protestantismo é o reavivamento o renascer da fé bíblica, um renascer da igreja do Novo Testamento, com uma ênfase positiva sobre as doutrinas das Escrituras, Graça e Fé. Dito no belo latim do século XVI, o Protestantismo proclama SOLA SCRIPTURA, SOLA GRATIA, SOLA FIDE, SOLUS CHRISTUS E SOLI DEO GLORIA. Estes são os princípios do protestantismo.

SOLA SCRIPTURA:

       Define que somente a biblia é a palavra de Deus, era o que Lutero pregava apoiado em Paulo ( II timoteo 3: 16,17 ), renuncia a autoridade das tradições humana, qualquer ideia sem base nas escrituras é desconsiderada, vejamos algumas frases de Lutero “ minha mente é escrava da palavra de Deus”, “ Fiz uma aliança com Deus: que Ele não me mande visões, nem sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer tanto para esta vida quanto para o que há de vir.”
        Os protestantes suíços como tambem os alemães, sempre exigiam que cada assunto fosse testado pela autoridade de SOLA SCRIPTURA.
         Eles não confiavam nos papas nem nos concílios, pois suas consciências estavam cativas à Palavra de Deus. O Protestantismo genuíno em qualquer lugar declara que a Bíblia, somente a Bíblia, é a autoridade da fé cristã e de prática de vida, SOLA SCRIPTURA é indispensável à fé cristã. Se a Igreja do século XXI não for fiel em proclamar SOLA SCRIPTURA, é hora de um novo protesto, um protesto contra o mundanismo e doutrinas humanas que estam enfiltrando na igreja que é para ser de Cristo e não de homem algum.

SOLA GRATIA:

          O Protestantismo, já que é baseado nas Escrituras, ensina que o homem pecador não tem qualquer esperança de salvação através de seu próprio esforço, pois sabem que a Bíblia diz claramente: "Pela graça sois salvos, por meio da fé - isto não vem de vós, é Dom de Deus - não de obras, para que ninguém se glorie" (Ef. 2:8-9), nega todos os esquemas de salvação que promovem o homem e suas atividades e cerimônias religiosas como meio de vida eterna e perdão. Insiste que a salvação vem através do puro favor imerecido de Deus para nós, pela graça somente.
        O homem, em sua insensatez, pensa que é livre, mas ele está realmente escravizado pelo pecado e por Satanás. Jesus disse: "... Todo o que comete pecado é escravo do pecado"(Jo.8:34). O homem possui um tipo de liberdade, é claro. De fato, ele é livre para fazer o que quer, mas o que ele quer é pecar! Os desejos pecaminosos o levam cada vez mais a pecar e assim ficar longe de Deus, vivendo em pecado, amando o pecado, e se não for pela misericórdia de Deus, morrendo em pecado, o homem é tão escravo que fica alegremente desapercebido da sua condição de escravo, sola gratia é o ensinamento que aos pecadores sem esperança e incapazes, aos quais Deus não deve nada, ele sente piedade e derrama o seu favor de graça, pecadores que não merecem nada além da ira de Deus, ganham o inestimável privilégio de gozar do seu favor, pois Deus, da bondade do Seu ser, escolheu ser gracioso para com pessoas que só mereciam o Seu julgamento.
         O verdadeiro protestantismo tira a sua doutrina da salvação da Bíblia sendo assim declara que a salvação é um presente de Deus, espontâneo, imerecido, dado a pessoas indignas, (Tito 2:11), O que o homem não pode fazer por si mesmo Deus já fez por ele através da Sua graça em Cristo Jesus. Se a Igreja do século XXI está deixou de declarar o Evangelho da SOLA GRATIA, é hora de um novo protesto! devemos insistir que a questão da salvação seja resolvida nas Escrituras, salvação é um presente e para recebelo basta aceitar pois Deus nos aceitou mesmo em nossas condições miseráveis e nos presentiou com seu filho (João3.16) 
SOLA FIDE:

          A graça é o único meio de salvação ok! no entanto como a pessoa vai receber a salvação Lutero ficou quase maluco com essa questão, ele se sentia tão oprimido com a sensação de pecado e de culpa que não parava de se confessar até que finalmente Stauptz disse para Lutero sair do confessionário e só voltasse quando tivesse realmente pecado para confessar! Lutero estava vasculhando a sua consciência no esforço de conseguir aliviar o terrível peso da culpa e da vergonha, mas a confissão a um padre não o ajudou em nada. Uma fez ele estudando o livro de Paulo aos romanos se deparou com esse texto (romanos1: 16,17) “ Pois não me envergonho do Evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego; visto que a justiça de Deus se revela no Evangelho, de fé em fé, como está escrito: O justo viverá por fé" A retidão que Lutero precisava, mas que não conseguia produzir, ele encontrou no evangelho de Cristo descobriu que é uma retidão que vem de Deus! A retidão que Deus exige, é a retidão que Ele mesmo fornece, através da fé no Seu Filho. Aí está o coração da fé cristã - o homem pecador é justificado, isto é, obtém uma vida reta diante de Deus, SOLA FIDE, através da fé somente.
          SOLA FIDE! O pecador, sem qualquer mérito próprio apresenta diante de Deus os perfeitos méritos de Jesus Cristo que é a suprema benevolência do céu descendo para alcançar os pecadores miseráveis que não podem alcançar a Deus. Como Jesus colocou isso: "Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido"(Lc. 19:10) ele veio buscar homens que, por natureza, jamais o buscariam, ele amava tanto os pecadores perdidos que os perseguia ao fugirem dele, alcançou-os durante a fuga, e pelo toque suave da sua graça os transformou e guiou para o céu( eu lembro de mim sempre fugi, nunca quis sem crente) Paulo descreve essa salvação de forma belíssima: "Quando, porém, se manifestar a benignidade de Deus, nosso Salvador, e o Seu amor para com todos os homens não por obra de justiça praticada por nós, mas segundo a Sua misericórdia ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo, que ele derramou sobre nós ricamente por meio de Jesus Cristo nosso Salvador"(Tt. 3:4-6). se a igreja do seculo XXI se esqueceu de que a nosso justificação vem pela fé em Cristo (Romanos 5.1) esse protesto deve ser feito contra nos mesmos pois se achamos que somos mais justificados que alguem estamos esquecendo que é Cristo que nos justifica o que devemos fazer é pregar a fé o amor e a grandeza de Cristo.

SOLUS CHRISTUS:

        ( Jo 14;6) Fé Centrada em Cristo (Salvação somente através de cristo) (Hb 7.25), é a afirmação de que a salvação é única e exclusivamente atraves de Cristo que em nenhum outro meio encontrasse a salvação, clarividência que Cristo é o único caminho, o cristo histórico tem que ser declarado o SOLUS CHRISTUS néga que o evangelho esteja sendo pregado se a obra substitutiva de Cristo não estiver sendo declarada e a fé em Cristo e sua obra não estiver sendo invocada. At 4 10;12. como Cristão devemos alertar as pessoas que salvação somente em Cristo e a igreja do seculo XXI jamais deve mudar o foco de sua pregação. Como Paulo dizia: (1corintios2.2)"Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado"

SOLI DEO GLORIA:

        Glória somente a Deus, e a erosão do Culto Centrado em Deus. Deus deseja ser glorificado em, por e através de nós e de nossa capacidade individual de adoralo e servi-lo.
         Deus não precisa receber a glória dos homens para ser completo ou sentir-se realizado. Pois, como disse o próprio Cristo, Ele já possuía toda glória antes que o mundo existisse (João 17.5) o homem existe porque Deus o criou e o criou para a sua própria glória. Essa postura reformada é a mais simples análise sobre a existência do homem baseada em (Isaías 43.7) "a todos os que são chamados pelo meu nome, e os que criei para minha glória, e que formei, e fiz".
        A perda da centralidade de Deus na vida da igreja de hoje é comum e lamentável é essa perda que nos permite transformar o culto em entretenimento, a pregação do evangelho em show ou marketing pessoal, o crer em técnica, o se achar bom, frases do tipo _ você tem que ir no lugar que se sente bem, cultos de orações vazios e campanhas de milagres lotadas o objetivo das campanhas é a gloria de Deus, porem as vezes a preocupação maior acaba se tornando o milagre pessoal, Cristo e a Bíblia vêm significando muito pouco para nós e tendo um peso irrelevante sobre nós.
         Precisamos focalizar em Deus nossa adoração, e não em satisfazer nossas próprias necessidades Deus é soberano no culto, não nós, nossa preocupação precisa estar no reino de Deus, não em nossos próprios impérios, popularidade ou êxito. Soli Deo Gloria foi um lema reformado que partia da idéia de que, tudo que o homem fazer deve-se destinar à glória de Deus ( 1corintios10.31 ) essa deve ser a mola motora que nos estimule a viver neste mundo.
         Na época da reforma, o Império, o governo local, o comércio, o conhecimento, a arte, a filosofia e toda e qualquer outra riqueza estava atrelada à igreja. Onde está o mal disso? esta no fato de que a igreja pensava em sua própria glória e grandiosidade, Lutero vivia para a Igreja até que descobriu que a igreja não vivia para Cristo e sim para o papado e para si mesma não somente ele; Calvino, Farel, J.Knox..., todos afirmaram com suas palavras e atos que iriam viver para Deus. Como Calvino comentou: “... Deus deseja que a Sua glória seja manifesta no seu povo”. Ser um reformado implica em viver somente para Jeová e para a Sua glória por isso é necessário sempre reformar, para que, em todas as coisas que fazemos, Deus seja glorifcado. Pois, corremos hoje atrás de muitas coisas, visando quase sempre o nosso bem- estar. Não que seja pecado em si o ato de buscar o próprio progresso, mas isso não pode tornar-se o motivo de nossa existência. Descubra a vida gloriosa que há em viver e fazer tudo somente para a glória de Deus. Soli Deo Gloria! Amém!






André Felipe Campos de Araújo

Nenhum comentário:

Postar um comentário